3/11/2020

Sensorização

EMEL quer monitorizar ciclovias em Lisboa

A EMEL lançou um concurso público para o fornecimento de bens e aquisição de serviços com vista à sensorização de ciclovias na cidade de Lisboa. O objetivo é selecionar uma empresa ou entidade que instale sensores nas ciclovias (em cerca de 30 localizações) e dois displays informativos.

De acordo com a empresa, “estes displays irão permitir termos a informação sobre a quantidade diária e anual de velocípedes e qual a poupança nas emissões de dióxido de carbono conseguida, diária e acumulada anual”.

"Com esta medida, a EMEL pretende tornar possível a obtenção de dados estatísticos em tempo real da utilização das ciclovias em Lisboa e, com isso, contribuir para as políticas de mobilidade da cidade", acrescenta a mesma entidade. O objetivo é que a informação gerada por estes sensores venha a ser integrada na política de dados abertos do Município de Lisboa.

Mais bicicletas a caminho

A EMEL lançou hoje um concurso público para a aquisição de 1.500 bicicletas elétricas, no valor de quatro milhões de euros, de modo a reforçar a expansão da rede atual da GIRA, prevendo-se que estas bicicletas entrem em operação no último trimestre do ano. Atualmente, a rede GIRA dispõe de 750 bicicletas em operação e 81 estações ativas.

Por: Pedro Venâncio
Fonte: